NPS: o método que nasceu em Harvard e se tornou indispensável no varejo

4 min

Você conhece o NPS?

Se não sabe do que se trata, pode ter certeza que essa ferramenta, sigla para Net Promoter Score, está presente há muitos anos na sua vida – e que, sem exageros, revolucionou a maneira como o mercado varejista se relaciona com seus consumidores.

Apresentada em 2003 por Fred Reichheld na Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, a metodologia se tornou um dos principais meio de obter feedback e mensurar o grau de lealdade dos clientes.

A grande sacada de Reichheld foi criar um método simples e eficaz, partindo da seguinte pergunta: “Em uma escala de 0 a 10, o quanto você indicaria nossa empresa para um amigo?”. A ideia fez tanto sucesso que o autor lançou o best-seller “A Pergunta Definitiva”, que teve uma segunda versão anos depois, e a metodologia passou a ser adotada em peso, inclusive por gigantes como Apple e Amazon.

Ao responderem à pergunta, os clientes que dão notas de 0 a 6 são considerados “detratores”; avaliações entre 7 e 8 são “neutras”; e as notas 9 e 10 indicam os “promotores”. O valor do NPS é a subtração do número de promotores pelo de detratores.

Uma conta simples que traz um rico retorno para o varejista e indicações de como lidar com os diferentes tipos de clientes. Se os detratores são aqueles que ficaram totalmente insatisfeitos com a compra (e têm grande chance de fazer propaganda negativa) e os neutros só compram quando realmente precisam, sem demonstrar entusiasmo e lealdade a uma empresa ou marca, os promotores podem ser importantes parceiros para o crescimento da empresa.

Eles são aqueles que ficaram muito satisfeitos com a experiência de compra e estão propensos a fazer elogios públicos e indicações, algo potencializado nos tempos atuais, com as mídias sociais.

NPS: metas para melhoria

Algumas empresas do mercado classificam o NPS em zonas de excelência, crítica, qualidade e aperfeiçoamento. Entretanto, tais tabelas são generalistas e ignoram pontos importantes que devemos considerar no estabelecimento de metas (leia mais aqui).

Com os resultados do NPS, aliados a estudos complementares, é possível dar um norte para que as empresas melhorem sua gestão e estreitem o relacionamento com os consumidores. Desse modo, conseguem fazer o fechamento de loop, como é conhecido o processo de resposta aos clientes insatisfeitos. Esse momento merece uma atenção especial, pois é a chance de entender os motivos do descontentamento, resolver efetivamente o problema e tentar reverter o quadro, conquistando mais um fã para sua empresa.

Em um fechamento de loop bem sucedido, um detrator pode virar neutro – que, por sua vez, pode virar um promotor. Um dos segredos é identificar padrões de comportamento dos promotores e buscar replicá-los para toda a base de clientes.

Resumindo: o NPS é uma ferramenta valiosa, mas apenas o real interesse da empresa em melhorar sua relação com os clientes, estando aberta ao diálogo e preparada para solucionar contratempos, será capaz de mantê-la na zona de excelência.  

formulário Simples e Eficiente

O NPS e a SoluCX

A startup SoluCX utiliza o NPS como base de sua inovadora ferramenta para avaliação de experiências de compra no varejo. A solução vai além da clássica metodologia, fornecendo uma série de dados complementares que ajudam as empresas a entender as necessidades dos compradores e melhorar o serviço oferecido.

A tecnologia desenvolvida pela SoluCX permite a empresas de todos os portes terem acesso a informações importantes para acompanhar o desempenho da marca. Por meio de indicadores em todos os níveis, o programa proporciona análise profunda, comparando resultados entre regiões, unidades e colaboradores, a partir de informações fornecidas pelos clientes.

Os pacotes são customizados e podem incluir canais de coleta de opinião como aplicativos para celular, Facebook Messenger, e-mail, totem interativo, SMS e ligações telefônicas.

Com o software para avaliação de experiências de compra da SoluCX, os varejistas conseguem comparar os indicadores de satisfação com seus dados operacionais, trazendo muito mais clareza aos resultados.

Uma resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *